Sábado, 8 de Agosto de 2009

Fast vs slow

Talvez seja apenas uma simples coincidência, dois sectores que usam o mesmo nome, como banco de sentar e banco de depósitos.

 

Talvez seja uma coincidência um pouco mais próxima, duas actividades que até usam os mesmos meios para fins eventualmente semelhantes, mas que na verdade não têm nada a ver. Como Banco de depósitos e Banco de Investimentos.

 

A publicidade lenta e a publicidade rápida serão muito provavelmente uma dessas coincidências.

 

A publicidade lenta é a arte (muitas vezes ineficaz, incompreendida e mal utilizada) pela qual uma empresa ou organização conquista reputação e assim aumenta a sua capacidade de ganhar dinheiro ou poder.

 

A publicidade rápida é a ciência de comunicar com consumidores para os levar a comprar coisas e serviços que geram receitas para sustentar a empresa, pagar os salários dos trabalhadores e os iates dos accionistas.

 

Sendo aparentemente parecidas, como a banca de investimento e a de depósitos, têm na verdade muito pouco a ver uma com a outra.  A começar pelos objectivos e acabando na capacidade de os atingir.

 

O objectivo da publicidade lenta é criar reputação, tenta-o através de um conjunto de técnicas pouco documentadas e muito mal compreendidas, a maioria das quais são bastante ineficientes. Uma vez criada essa reputação, quando tal acontece, as organizações esperam que isso os ajude a vender melhor. No entanto trata-se de uma arte, uma actividade essencialmente incompreensível, não replicável e muito exposta aos charlatães.

 

A publicidade rápida pretende vender e de facto vende. Pois mede o retorno das suas acções e usa esse conhecimento para se tornar cada vez mais eficaz e incisiva e lucrativa. A publicidade lenta é uma ciência, desconfia da sorte e do talento, para perseguir com rigor incansável o seu desígnio de vender.

 

Talvez espante que a publicidade lenta, com o seu vudoo e espantosos desperdícios seja uma actividade muito maior do que a publicidade rápida, que dá trabalho, mas é garantidamente eficaz. Mas esta diferença só poderá espantar enquanto não aceitarmos que as pessoas são preguiçosas e portanto preferem deitar-se à espera da sorte e acreditar no destino.

 

Ainda por cima existem documentados alguns casos (raros, como o Absolut Vodka) em que a publicidade lenta foi incrivelmente bem sucedida e gerou fortunas e famas incontáveis. Claro que estes casos são a excepção que confirma a regra e são também na maior parte dos casos tão pouco compreendidos que nem os seus próprios autores o conseguem replicar.

 

Em contrapartida a publicidade rápida não aproveita à fama de ninguém. Os seus mestres são quase sempre negócios bem sucedidos, mas anónimos. São muito ricos, mas como o resultado do seu esforço e cada pedaço da sua fortuna custou-lhe outro tanto em empenho e suor.

 

Fica assim compreendido porque a publicidade lenta mesmo incompreendida se tornou tão presente, espalhando a futilidade dos seus patrocínios, rebrandings, notoriedade e responsabilidade. Afinal é uma arte ociosa que promete muito sucesso com pouco trabalho.

 

Só que agora, a publicidade rápida está muito mais rápida. A internet tornou 3 meses em 3 dias, uma aceleração que vem tornar a ciência da publicidade rápida muito mais recompensadora. Também ao mesmo tempo a internet vem encurtar o custo mínimo de  10.000 em 100€, multiplicando a quantidade de experiencias e tentativas rigorosamente analisadas que a publicidade rápida pode realizar. Também agora a internet contribui para uma quebra global das fronteiras abrindo o universo de alvos de poucos para milhares de milhões de potenciais alvos a alcançar.

 

Armada da internet a publicidade rápida, da resposta directa, está aparentemente imparável.

 

 

PS – a banca de depósitos trata dos clientes, enquanto a banca de investimentos se ocupa do dinheiro.

publicado por Consumering às 09:39
link do post | comentar | favorito

Sobre a Consumering

Reclamações e Sugestões
h.a@consumering.pt

Consumering
Para transformar os seus produtos em marcas preferidas pelo consumidor, conheça a Consumering.

Twitter

Bibliografia


...a (R)EVOLUÇÃO está prestes a começar.

...vai saber como fazer da sua marca a favorita dos consumidores.


...País pacato e acolhedor. Excelente oportunidade para a gestão eficaz da marca Portugal.

Actualizações

Introduza o seu e-mail:

Um serviço FeedBurner

Facebook

Consumering


ver perfil

seguir perfil

. 7 seguidores

Posts recentes

It's all about the money

O que ninguém avisou.

24-3-2024 – A anunciada E...

Como vencer (leia-se vend...

Onde está o dinheiro?

Como mentir em 6 lições

Ser super-heroi é uma sec...

a pedido

A informação estupidament...

Tradução: Vocês sabem o q...

Arquivo

Consumering


ver perfil

seguir perfil

. 7 seguidores

subscrever feeds

blogs SAPO

subscrever feeds