Domingo, 20 de Setembro de 2009

Todas as marcas serão super-marcas

Super-marcas são aqueles fenómenos mobilizadores, como a Apple, Nike, Red-Bull, que são maiores do que os próprios produtos que apresentam e representam um estilo de vida, um conjunto de valores, uma afirmação de personalidade.

 

No futuro, 10 anos, todas as marcas são super-marcas. Fenómenos globais de adesão irracional. O aborrecimento é que estas super-marcas continuarão apenas a ser uma ou duas centenas de fenómenos geralmente inexplicáveis. Raridades inacessíveis, que ninguém sabe como se constrói. Demonstrando o que as super-marcas são na maior parte casos resultados da simples sorte, um acidente num milhão.

 

Mais ainda, estas centenas de super-marcas serão sempre fenómenos globais, pois o mundo globalizado não está para bairrismos e não é possível gerar adesão irracional em massa a um fenómeno ignorado pela maioria das pessoas do mundo ocidentalizado.

 

Para complicar, estas poucas centenas de super-marcas terão o condão de agruparem à volta dos sectores onde a novidade é chave e a qualidade um feito difícil de comprovar. A moda e a tecnologia, serão os sectores onde se concentram a grande generalidade das super-marcas, deixando de fora todos outros impostores das gasolineiras, bancos e demais sectores novo-ricos.

 

As restantes marcas serão simples nomes, quase sempre indiferenciados, quase sempre irrelevantes, mais um em milhões. Formigas numa corrente de milhares de milhões de sites com os seus logótipos impecáveis e propostas de valor bem apresentadas. As restantes marcas não terão qualquer valor. Será possível mudar-lhes o nome, sem que ninguém se preocupe. Será possível lançar com elas produtos contraditórios entre si, sem que ninguém se importe. Serão tantos milhões, biliões de quase-marcas, que não terão qualquer valor ou distintividade.

 

Ora, se as super-marcas serão uma elite composta por algumas centenas de fenómenos globais inexplicáveis e concentrados em sectores voláteis. A coisa esperta a fazer com os orçamentos de branding é jogar no euro-milhões, aí a probabilidade de ganhar é bem mais elevada.

publicado por Consumering às 10:58
link do post | comentar | favorito

Sobre a Consumering

Reclamações e Sugestões
h.a@consumering.pt

Consumering
Para transformar os seus produtos em marcas preferidas pelo consumidor, conheça a Consumering.

Twitter

Bibliografia


...a (R)EVOLUÇÃO está prestes a começar.

...vai saber como fazer da sua marca a favorita dos consumidores.


...País pacato e acolhedor. Excelente oportunidade para a gestão eficaz da marca Portugal.

Actualizações

Introduza o seu e-mail:

Um serviço FeedBurner

Facebook

Consumering


ver perfil

seguir perfil

. 7 seguidores

Posts recentes

It's all about the money

O que ninguém avisou.

24-3-2024 – A anunciada E...

Como vencer (leia-se vend...

Onde está o dinheiro?

Como mentir em 6 lições

Ser super-heroi é uma sec...

a pedido

A informação estupidament...

Tradução: Vocês sabem o q...

Arquivo

Consumering


ver perfil

seguir perfil

. 7 seguidores

subscrever feeds

blogs SAPO

subscrever feeds