Quinta-feira, 12 de Novembro de 2009

A editora

 No lançamento alguém perguntou porque não fazer um livro também ele online.

 

Por duas razões: 

 

A primeira é porque os ecrans por melhores que sejam não têm a mesma usabilidade de um papel. Talvez o kindle esteja mais perto de resolver esse problema, mas o facto é que um livro em papel é muito mais legível que o mesmo texto em digital. Ainda mais quando o trabalho tem a qualidade deste

 

A segunda razão é que, tal como se diz algures no livro, com a chegada da Internet não está em causa que os conteúdos terão sempre algum mercado junto de pessoas dedicadas a pagar por eles. Sejam os bilhetes de espetáculo, assinatura da sport tv ou os próprios livros, a venda de conteúdos. O que está condenado é o modelo de financiamento dos conteúdos com base na intromissão de publicidade nos intervalos.

 

Em resumo, o livro está mesmo com muita pinta, vão ver se faz favor. 

publicado por Consumering às 17:57
link do post | comentar | favorito

Sobre a Consumering

Reclamações e Sugestões
h.a@consumering.pt

Consumering
Para transformar os seus produtos em marcas preferidas pelo consumidor, conheça a Consumering.

Twitter

Bibliografia


...a (R)EVOLUÇÃO está prestes a começar.

...vai saber como fazer da sua marca a favorita dos consumidores.


...País pacato e acolhedor. Excelente oportunidade para a gestão eficaz da marca Portugal.

Actualizações

Introduza o seu e-mail:

Um serviço FeedBurner

Facebook

Consumering

Posts recentes

It's all about the money

O que ninguém avisou.

24-3-2024 – A anunciada E...

Como vencer (leia-se vend...

Onde está o dinheiro?

Como mentir em 6 lições

Ser super-heroi é uma sec...

a pedido

A informação estupidament...

Tradução: Vocês sabem o q...

Arquivo

Consumering

subscrever feeds

blogs SAPO

subscrever feeds