Terça-feira, 10 de Agosto de 2010

Karaoke como Tiger Woods.

600 e picos milhões de dólares pagou Tiger Woods à sua ex-mulher em troca de um divórcio muito mal negociado. O valor impressiona, seja porque é mais dinheiro do que valem quase todas as empresas Portuguesas (ainda que não juntas), seja porque o homem arrecadou o dobro daquele valor enquanto se limitava a acertar com um ferrinho numa bola num dos jogos mais aborrecidos de que há memória.

 

É verdade que o Tiger Woods é o melhor golfista de todos os tempos, um fenómeno sem paralelo que acumula recordes em competição. Mas por outro lado o seu jogo tem tanto interesse e pouco mais espectadores que uma partida da Liga Vitalis. Ora se há tão pouca gente a ver (pelo menos comparado com um desporto a sério com a Copa do Mundo ou a Fórmula 1) como é que o homem do golfe ganha tanto dinheiro? Dezenas ou centenas de vezes mais dinheiro que ganham os predestinados da bola no pé?

 

A resposta para este dilema responde também onde é que as indústrias do entretenimento (jornalismo, desporto, arte) podem arranjar dinheiro que as impeça de continuar a falir aos magotes quais baleias desorientadas de encontro às praias. O dinheiro do golfe não vem dos espectadores, vem dos praticantes.

 

Se é verdade que o golfe como desporto é uma seca tremenda onde nem se solta uma gota de suor, como jogo de sociedade é do melhor que há. No Golfe, tal como na canasta, qualquer septuagenário pode ombrear em resultados com os jovens bem dotados. Ainda por cima, ao contrario da canasta, no golfe os septuagenários podem usar a sua única mais-valia (o dinheiro) para ganharem vantagem na competição.  Em resultado, enquanto um ferrenho espectador da bola rende umas mãos cheias de euros em anúncios por ano. Um praticante médio de golfe, gasta centenas só para se aprimorar. Tanto dinheiro que junto criou uma pujante indústria.

 

O verdadeiro negócio para as indústrias do entretenimento, aquele que lhes permitirá sobreviver, se estiverem para aí viradas, estará não em tentar vender os seus produtos desentediantes ao público espectador (já que os conteúdos não têm valor) mas, sim em se fazerem pagar e conseguirem cobrar aos praticantes da actividade pelo privilégio de perseguirem o seu hobby nas mesmas condições que o fazem os campeões.

 

Seja para jogar, escrever, pintar, cozinhar ou cantar (percebe-se agora o Karaoke no título) há milhares de hobbistas disponíveis a investir dinheiro a sério no seu aperfeiçoamento.  Academias de futebol para putos que não podem jogar dias inteiros na rua. Cursos de Escrita Criativa segundo o método copia e pasta de uma qualquer Rebelo Pinto. Aluguer de espaço em galeria ao incompreendido gestor, capaz de convencer os seus subordinados e familiares não só a encher a vernissage como até a comprar-lhe uns quadros. Venda de participação com papeis de fala na novela da noite a actores sem potencia...

 

As oportunidades de negócio são, quase, infinitas. Basta, voltando ao exemplo do Tiger Woods, escolher o lado certo e saber bater.

publicado por Consumering às 10:41
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De porta-estandarte a 3 de Setembro de 2010 às 00:12
Amazing, simplesmente!
Aprecio imenso essa debitagem contínua e coerente de resumos e conclusões que aborda um universo demasiado activo pouco ao alcance do quotidiano dos sobreviventes.

Faça-me um favor se lhe for possível! Gostaria de saber ao menos um dos nomes de quem escreve e raciocina assim. É possível? Sinto uma necessidade urgente de chamar um nome "à coisa", ou seja, ao dominador deste saber.

Fico seu fã.

o meu é bento.

Obrigado
De Consumering a 5 de Setembro de 2010 às 19:49
Obrigado, está tudo ali, na coluna do lado direito

Comentar post

Sobre a Consumering

Reclamações e Sugestões
h.a@consumering.pt

Consumering
Para transformar os seus produtos em marcas preferidas pelo consumidor, conheça a Consumering.

Twitter

Bibliografia


...a (R)EVOLUÇÃO está prestes a começar.

...vai saber como fazer da sua marca a favorita dos consumidores.


...País pacato e acolhedor. Excelente oportunidade para a gestão eficaz da marca Portugal.

Actualizações

Introduza o seu e-mail:

Um serviço FeedBurner

Facebook

Consumering


ver perfil

seguir perfil

. 7 seguidores

Posts recentes

It's all about the money

O que ninguém avisou.

24-3-2024 – A anunciada E...

Como vencer (leia-se vend...

Onde está o dinheiro?

Como mentir em 6 lições

Ser super-heroi é uma sec...

a pedido

A informação estupidament...

Tradução: Vocês sabem o q...

Arquivo

Consumering


ver perfil

seguir perfil

. 7 seguidores

subscrever feeds

blogs SAPO

subscrever feeds